O Tronco

No início do século passado, as disputas de poder levam ao rompimento entre os grandes proprietários de terra – os coronéis do sul de Goiás, que comandam o governo, e os do norte do estado. Um homem idealista, o coletor de impostos Vicente Lemes, luta para impedir a guerra, sonhando com uma sociedade de justiça e respeito às leis, como funcionário de um governo de coronéis, vai para o norte do estado de Goiás controlar os coronéis inimigos do governo, os Melo, justamente seus parentes. Por achá-los violentos, tenta impor seus ideais e acaba acirrando o conflito. Vendo-se derrotado, apela para a força do governo, que vem para agir de acordo com os seus interesses e não os de Vicente. Ele se vê, então, em meio a uma luta sangrenta, absolutamente selvagem. O personagem Vicente perde sua fugaz capacidade dirigente, de personagem principal. Será um mero coadjuvante em meio à barbárie.