O Silêncio das Montanhas

O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens.

Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes.

Segundo o próprio Hosseini, o novo título “fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo”.

Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo – de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.

“É uma coisa engraçada, Markos, mas normalmente as pessoas veem a coisa ao contrário. Elas pensam que vivemos pelo que queremos. Mas o que as conduz é o que elas temem. O que elas não querem.”

Do mesmo autor de “O Caçador de Pipas”. Khaled nos apresenta mais uma história emocionante e muito bem escrita. Como não pode deixar de ser, o autor possui um inigualável dom de emocionar seus leitores, e os prender da primeira página à última. Além de possuir uma perfeita tradução e diagramação, contando também com a presença de lindas citações, que podem ser usadas em diversas situações, uma vez que são totalmente inspiradoras e profundas.

Uma história envolvendo laços familiares, valores e propósitos, que mostra o que realmente vale a pena correr atrás, e como as decisões podem mudar o rumo da vida das pessoas. Uma escolha errada pode se tornar o fim de todos, ou pelo menos, o princípio do fim; ou o fim do princípio. Aprendemos com a obra valorizar ainda mais o que temos, o que nos propõe uma significativa moral no final da estória. É uma mensagem indireta porém bastante clara aos olhos de quem lê. É difícil até mesmo explicar a forma na olha esse livro afetou a minha vida, mas posso dizer que me ajudou bastante, e me fez refletir e repensar em meus princípios.

Cenários que cercam todo o mundo. Pessoas em busca de respostas e respostas que questinam certas perguntas. Esta é uma realidade rara, porém verídica em muitas famílias, não digo completamente, mas acredito que haja alguém no mundo que se identifique com a obra. A separação entre pessoas pode ser apenas o começo de uma verdadeira amizade, relacionamento ou pelo menos um conhecimento mais profundo do ser. Nada é por acaso. Você vai rir, vai chorar, roer as unhas, querer ligar para o Hosseini e ainda vai pedir mais.