As Cronicas de Gelo e Fogo - Livro 1 - A guerra dos Tronos

A saga "Crônicas de gelo e Fogo" começa com o livro intitulado 'A Guerra dos tronos (Game of Thrones)', o nome da série que colocou os livros nos holofotes. Abrindo com um emocionante e brutal prólogo, Martin captura os leitores de imediato, com ameaça misteriosa que paira além da grande Muralha de gelo (que separa a terra de Westeros das ameaças do Norte), na terra do inverno . A ironia dessa cena é que é a única vez que os Caminhantes Brancos (que podem ser considerados como os principais antagonistas da trama global) são realmente vistos antes do terceiro livro (A tormenta de espadas - A Storm of Swords).
 
Em vez de seguir a receita livro-texto, linear, de um país reunido contra uma ameaça maior, Martin concentra-se principalmente nos assuntos "ao sul" do Muro, no início de sua saga, abrindo a história real com o rei Robert Baratheon, cavalgando para o norte, rumo a Winterfell, para visitar Lorde Eddard Stark e sua família.
Lorde Eddard(carinhosamente chamado de Ned), que é o Guardião do Norte, é um amigo próximo do rei, e desempenhou um papel importante na revolta que lhe deu o seu trono.
Rei Robert usurpou o Trono de Ferro (A cadeira de metal medonho forjada a partir de espadas dos derrotados, e fogo de dragão) da dinastia Targaryen que governou Westeros por 300 anos. No entanto, a visita de Robert não é social, e ele pede a Ned Stark para retornar ao sul com ele para Porto Real, para atuar como Mão do Rei, após a suspeita morte da mão anterior e pai adotivo de Ned e Robert, Jon Arryn.
 
Sem o conhecimento do Rei, Ned recebe uma carta da irmã de sua esposa, alegando que a morte de Jon Arryn não foi natural, mas um assassinato cometido pelas mãos da família Lannister, a família mais rica e poderosa de Westeros. Esta carta é o que leva Ned aceitar o pedido do Rei e cavalgar para o sul, a Porto Real, para servir de mão do rei, enquanto tenta investigar a causa da morte de Jon Arryn.
 
Esta introdução apresenta e aproxima os leitores com Ned Stark, sua esposa (Catlyn Stark), seus cinco filhos (Rob, Bran, Rickon, Arya e Sansa) e seu filho (bastardo), Jon Snow.
 
Os Stark não são o único grupo de personagens principais desta história. No entanto, com o rei Robert Baratheon veio uma grande procissão de vassalos, cavaleiros e mercanários, bem como a própria família real, que incluem membros da Casa Lannister (Rainha Cercei, sua esposa, os dois irmãos da rainha, Sir Jaime da Guarda Real e o anão Tyrion), uma família poderosa no Ocidente.
 
É claro desde o início, o desconforto entre a Casa Lannister e a Stark. Essa tensão só cresce enquanto o livro avança. Quando Ned Stark vai para Porto Real, ele leva suas filhas Arya e Sansa com ele. Mesmo Porto Real sendo o local da corte, está longe de ser glamourosa, pois está cheia de camponeses, mentirosos e traidores.
 
Aviso: Spoilers abaixo
 
A tensão entre os Starks e Lannisters é amplificada quando Bran, filho de Ned, misteriosamente cai de uma torre, ficando paraplégico. Senhora Catelyn está convencida de que esta foi uma tentativa Lannister para matar seu filho. Depois de viajar a Porto Real, Catelyn é levada a acreditar que Tyrion Lannister enviara um assassino para terminar o trabalho e, como resultado, ela caça o homem e o captura. Ela o leva para o Eerie, no Vale de Arryn para enfrentar acusações por matar Jon Arryn e tentar matar Bran.
 
Caminhando para o final do livro, o vínculo frágil que mantém os Sete Reinos juntos quebra, quando o rei Robert morre, fazendo com que seu filho Joffery Baratheon, que é um menino mal humorado, jovem e com um desejo de violência, torne-se rei. Quando Joffery chega ao poder, desencadeia os eventos que levam ao segundo segundo livro, "A Fúria dos Reis". Um dos eventos mais dignos de nota é a execução de Ned Stark, que é acusado de traição depois de tentar tomar o trono de Joffery, que é revelado por não ser o herdeiro legítimo do trono de ferro, mas sim o resultado de incesto entre a rainha Cercei Lannister e seu irmão gêmeo, Jaime Lannister da Guarda Real.
 
Fim de Spoilers
 
Esta execução levanta o Norte, levando-os a romper com os sete reinos para se tornar um reino autónomo. Enquanto tudo isso está ocorrendo, notícias do último membro vivo da Casa Targaryen, que fugiu de Westeros, quando o rei legítimo foi usurpado, chega ao conhecimento de Porto Real. Uma menina, com o nome de Daenerys Targaryen representa uma ameaça ao trono de ferro, e se sua possível volta para Westeros poderia desfazer tudo que a rebelião Robert Baratheon tinha trabalhado para conseguir.
 
Com a ameaça de Daenerys sobre o mar, e descontentamento nas praias de Westeros, os leitores são obrigados a ler o segundo livro da saga e descobrir por quanto tempo o reino de Westeros poderá continuar unido.

Comentários   

 
0 #1 samaramoreninha 09-09-2013 18:24
nao tem resumo menor nao
:cry:
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Links

Login